Baixo Guandu (ES) reúne comunidade em sessão de cinema na rua neste sábado (08/07)

A caravana de cinema do Curta Vitória a Minas II se despede do Espírito Santo neste sábado (08/07) com o lançamento do curta-metragem “Um Ponto Rotineiro”. Com roteiro, direção e produção da estudante de Artes Visuais Jaslinne Pyetra Matias dos Santos, a ficção conta a jornada de transformação pessoal de Laura na busca por seus sonhos mais profundos. A obra integra a coletânea de ficções e documentários feitos por moradores de cidades que se desenvolveram no entorno da Estrada de Ferro Vitória a Minas. A sessão gratuita ao ar livre será realizada às 19h30, na rua lateral da Praça São Pedro.

Um caminhão-cinema equipado com uma estrutura com telona de 9×6 metros, projetores, sistema de sonorização e cadeiras para acomodar os espectadores está percorrendo municípios capixabas e mineiros para exibir em ruas e praças as histórias transformadas em filme através do Curta Vitória a Minas II.

“Um Ponto Rotineiro” conta a história de Laura, uma garota aprisionada em pensamentos acelerados e confusos que passa o dia a dia de modo distante, sem interação e conexão com o mundo ao redor. A obra inspirada na vida da autora propõe um mergulho interior para confrontar os dramas cotidianos e promover uma transformação pessoal.

 “Fazer um filme é a realização de um sonho, a concretização de algo que até, então, era só fruto da minha imaginação. É algo particular que estou mostrando para o mundo. É algo que eu posso um dia olhar e dizer: eu consegui! Mesmo que eu não siga neste propósito, neste caminho, ter um projeto que se tornou uma realidade, mais do que a realização de um sonho, é uma conquista que vou levar pra vida toda”, conta a diretora.

Jaslinne Pyetra Matias dos Santos nasceu em 1995, em Aimorés, Minas Gerais, mas as terras guanduenses a acolheram. De fala mansa e baixa, a estudante de Artes Visuais tem um jeito doce e introspectivo. Isso à primeira vista porque basta chegar mais perto pra enxergar uma alma inquieta, questionadora e pulsante pronta para expressar pensamentos, emoções e observações sobre a existência humana. E a escrita é uma das formas preferidas de expressão da autora que sonha em construir uma carreira artística nas áreas do cinema, televisão e teatro. A garota escreve roteiros, toca clarinete e gosta de atuar no palco, embora nunca tenha estudado artes cênicas.

Uma das mais importantes inspirações da diretora para as artes é a mãe, escritora, poetisa e compositora musical, Hosana Marta, que também guarda o sonho de se tornar uma artista profissional. A menina cresceu dentro deste amor pela arte e também desenvolveu o dom de imaginar e escrever histórias. No ano passado, Hosana incentivou a filha apaixonada por cinema a se inscrever no Curta Vitória a Minas II. “Um Ponto Rotineiro” foi uma das dez histórias selecionadas pelo projeto. Era como se os sonhos de mãe e filha se completassem em um grande encontro de almas. Agora chegou o momento de assistir a obra na telona de cinema.

O circuito de exibição foi aberto em Aracruz (04/07), passou por Ibiraçu (05/07), João Neiva (06/07), Colatina (07/07) e Baixo Guandu (08/07), no Espírito Santo. Aimorés será a primeira cidade mineira a receber a caravana que, em seguida, partirá em direção a Ipatinga (12/07), Naque (13/07), Coronel Fabriciano (14/07) e Nova Era (15/07), em Minas Gerais. Em cada sessão, a comunidade assiste ao curta-metragem do lugar e a obras feitas por outros autores selecionados. O projeto é patrocinado pelo Instituto Cultural Vale, por meio da Lei de Incentivo à Cultura, com a realização do Instituto Marlin Azul, Ministério da Cultura/Governo Federal.

Texto: Simony Leite Siqueira

plugins premium WordPress

Ficha de Inscrição

Assine

* indicates required